NOTÍCIAS RECENTES

domingo, 12 de janeiro de 2014

Moutinho - O que poderia ter sido.





Vou ser honesto. O Moutinho era o meu jogador favorito do Sporting, um ídolo. Representava tudo no clube. Trabalhador, inteligente, raçudo e cheio de talento e constante. Era o Capitão mais novo de sempre desde Stromp.

Mas depois, por culpa do próprio Moutinho e da Direção da altura, Moutinho forçou a saída. Pior. Para o Porto. Pior ainda, venceu tudo e fazia questão de reforçar “foi por isto que vim para o Porto”.

Por outro lado, e infelizmente para todos, Moutinho perdeu uma coisa: Imortalidade.

Saiu do Sporting e foi vencer títulos, mas perdeu a possibilidade de ser idolatrado. Daqui a 50 anos será apenas mais um bom jogador e uma nota de rodapé nos livros do futebol. Poderia ter sido diferente.

O Porto tem tendência a não criar referências, ícones. Talvez a maior exceção seja Vítor Baía (mas mesmo assim...). Moutinho, no Sporting, podia ter sido um novo Damas, um Stromp, um "Cinco Violinos" - um ser imortal.

O caso Moutinho é o que mais me entristece no Sporting nesse aspeto. Qual Liedson, qual Izmailov (ou Ismaylov ou lá como esse coxo quiser ser chamado). Moutinho era nosso, ele fazia parte do ADN do Clube. 

Confesso que de vez em quando gosto de fingir que o Moutinho não saiu como saiu do Sporting. Esta será uma ferida que dificilmente irá sarar, embora ter saído do futebol português tenha ajudado.

Saudações Leoninas
Sportinguista


Sporting Clube De Portugal - Adeptos disse...

Concordo, também gostava muito dele na altura, mas depois do que ele fez aos sportinguistas (não foi só por culpa da direcção) é um nojento do pior!

MAÇÃ PODRE!

Anónimo disse...

Aqui está um texto que resume perfeitamente tudo aquilo que eu sinto e penso sobre o Moutinho. Idolatrava este capitão. como nunca adorei mais nenhum. e talvez por isso não consiga sequer ouvir a voz dele. dá-me raiva, dá-me tristeza. obrigada por ter escrito isto. SL

Anónimo disse...

Bom jogador, mau profissional e mal formado. O Sporting não consegui formar um Homem!

Luis Bento disse...

Que acabe a carreira a jogar na distrital ;)

diogo 74 disse...

penso exatamente o mesmo e acho que a maioria dos sportinguistas tb k não volte mais pois daki a 50 anos como disse não passa de nada pois e assim k eles tratam os jogadores.

Anónimo disse...

Boa noite, antes mais gostaria de dizer que sou Benfiquista, mas não sou cego e este artigo despertou-me interesse e desde já o felicito pela elaboração do mesmo, mas tenho que discordar com a seguinte citação: "O Porto tem tendência a não criar referências, ícones. Talvez a maior exceção seja Vítor Baía (mas mesmo assim...). Moutinho, no Sporting, podia ter sido um novo Damas, um Stromp, um "Cinco Violinos" - um ser imortal."
O FC Porto nos últimos 20/25 anos tem ídolos, ícones e mitos como Fernando Gomes (O grande "Bibota"), Rabah Madjer (O famoso "Calcanhar"), João Pinto (O grande "Capitão"), Jorge Costa, Alenitchev, Deco (O "Mágico"), Pedro Emanuel, Capucho, Helton, Hulk, James Rodriguez, Pepe e o já enunciado Vítor Baía! Já também para não falar de treinadores como por exemplo José Maria Pedroto, Sir Bobby Robson, José Mourinho e André Villas-Boas como também o seu próprio presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, que com ou sem corrupção trata-se do melhor gestor desportivo dos últimos tempos. Saudações desportivas

P.S.: Já fazia falta um Sporting forte, ainda bem que conseguiram levantar a cara esta época!

Sportinguista disse...

Caro anónimo! Compreendo o que dizes e em certa medida tens razão. No entanto, e como benfiquista deves entender, os ídolos do Porto não têm uma mística como certamente se vê nos nossos 2 clubes. Pelo menos eu não a vejo, nem a sinto. Abraço Sportinguista!